25 de Janeiro de 2011

CONSTIPAÇÃO

Pachos na testa, terço na mão, Uma botija, chá de limão,
Zaragatoas, vinho com mel, Três aspirinas, creme na pele

Grito de medo, chamo a mulher. Ai Lurdes que vou morrer.
Mede-me a febre, olha-me a goela, Cala os miúdos, fecha a janela,

Não quero canja, nem a salada, Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
Se tu sonhasses como me sinto, Já vejo a morte nunca te minto,

Já vejo o inferno, chamas, diabos, Anjos estranhos, cornos e rabos,
Vejo demónios nas suas danças, Tigres sem listras, bodes sem tranças

Choros de coruja, risos de grilo, Ai Lurdes, Lurdes fica comigo
Não é o pingo de uma torneira, Põe-me a Santinha à cabeceira,

Compõe-me a colcha, Fala ao prior,
Pousa o Jesus no cobertor. Chama o Doutor, passa a chamada,

Ai Lurdes, Lurdes nem dás por nada. Faz-me tisana e pão de ló,

Não te levantes que fico só, Aqui sozinho a apodrecer,
Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer.

António Lobo Antunes - (Sátira aos HOMENS quando estão com gripe)

Especial deferência do João Carmo

 

Que raio de homens são estes! Num domingo bué da malta (quase 50 gajos) e no outro apenas uma dúzia. É da fibra destes últimos que o Ezequiel falava á dias para o repto do brevet (certificado), que se irá transformar em moda nos nosso pais nos próximos tempos, fazendo com que o troia-sagres se transforme num passeio ligeiro. O maior de todos os brevets é o Paris-Brest-Paris (1 200 kms). Esteve nos nossos planos no fim do século passado (à 12 anos). Antes de se porem a imaginar oiçam primeiro quem já lá andou a amolgar os tubaros, no brevet de 300, no de 400 e no de 600.

PS: Pela primeira vez em muitos anos o vento (35 km) fez uma média bastante superior á nossa. Por ter acusado positivo por pouco, (1 grau) de temperatura á partida, optou-se logo por se saltar para a fase de arrefecimento (3 horas) sem necessidade da fase de aquecimento.

publicado por Ubicikrista às 02:04

01 de Janeiro de 2011

Este Troia-Sagres 2010, trás nos à memoria, pela distancia, a Quebrantahessos de 11 anos antes. Mais duro e difícil, mais longe e mais longo, com mais subidas e mais descidas, mas com menos planos e menos anos (nós). Dessa aventura ficou um livro que esteve á beira de ser publicado. Vamos aqui postá-lo por etapas, digo capítulos, porque parece haver interessados em participar, sábado dia 18 de junho, na Quebra Ossos de 2011. O capitulo 2 é sobre ele. O 1º foi o Torcal de Antequera, em Malaga. O 3º no dia seguinte (à Quebrantahuessos) em Andorra, Espanha e França, dai a denominação de troféu das 3 Nações. O 4º foi o Pico de Veleta, na sierra nevada, em Granada. Cada capitulo tem uma introdução, um perfil descritivo da prova, a tradução das crónicas pela voz (punho) de quatro ou cinco amigos espanhóis da ciclolist@ e, finalmente o rescaldo ou resumo final dessa marcha. Estava-se nos primórdios de muita coisa, como se verá em próximos artigos.

publicado por Ubicikrista às 11:47

mais sobre nós
encontrar qualquer artigo por palavra ex: pudalari
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


Arquivos
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


favorito
Contador (não o alberto) de visitas
subscrever feeds
blogs SAPO