01 de Outubro de 2009

Hoje, após a suspensão indefinida dos Contras, encontraram-se na bomba de gasolina J.Carhvahlhu, J.M.Fhehrehyra "o asturiano", E.Pyrhassah, M.Fheehrhu, P Rhapohuzu, J.A.Hahleyxu, S.Fhehrehyra e Pehedhru e, além destes pelo caminho juntar-se-iam E.Jhakshinhto, J.A. Hynhassyhu e T Shekharra.

Todos se interrogavam pela sorte que estariam a passar Shéedhavydy e Rhushadhu, seguidos no carro vassoura por Whalahdaz, desde a Cidade Real até Málaga. Mais de 400 km. percorridos numa só día. Ainda hoje não temos noticias.

Carhvahlhu apareceu preparado para as Conapós já que, como era de esperar, nenhum dos que propuseram a suspensão das mesmas os avisou. Por outro lado, Pehedhru reconhece que se sente um pouco gasto já que este mês leva demasiados quilómetros em cima e teve más sensações durante todo o percurso. É barrigudo e, como tal, parece não saber que deve ir mais devagar e descansar mais, se quer continuar a fazer todos esses quilómetros.

Em cima das 8:05 dá-se a saída com um bom aquecimento dirigido pelo Pehedhru, e ao passar junto ao desvio do IP incorpora-se o E. Jhakshinhto. O aquecimento começa com uns 14 km./h, por Benajarafe e não sendo superior aos 24 km./h. Quando estão a chegar ao desvio de Cajiz aparece Hynhasyhu na via e pára antes de chegar ao desvio, no qual o grupo, apesar de haver baixado a velocidade, chega em menos de um minuto. Baixa-se ainda mais a velocidade entre 18 a 21 km./h e os outros pararam. Logo após passar o cruzamento salta a corrente a E. Jhakshinhto e um pouco mas adiante a Jhuhanhu, o grupo baixa ainda mais a velocidade. Antes da Cabeço da Caca aparece T. Shekharra e J. Carhvahlhu pára para o saudar ocupando entre ambos a metade de uma faixa e a escassa berma. Todo o grupo tem que ir na outra metade da estrada e os outros vêm-se obrigados a parar, além de se ouvir uma ou outra travagem.

Por alturas de Almayate incorpora-se HynhaSyhu ajudado por três bons aguadeiros, Pyrhassah, Fhehrehyra e Jhakshinhto. A partir da sua incorporação volta-se a subir o ritmo chegando-se ao desvio de Algarrobo a uma media de 21 km./h.

Logo após começar a ascensão esta é assumida como nas corrida até Algarrobo, mas sem embargo há outros que continuam a bom ritmo mas sem judiar. Em Algarrobo fazem uma paragem para se reagruparem e ali se autoapresenta um tal Luís, que se vê que teve que realizar um grande esforço para estar pronto às 9:30. Não sabemos se começou o seu sábado ou se tinha realizado só um sprint nessa mesma manhã. Alguns perguntaram se esse era o Papa Frita mas Pehedhru desengana-os, "O Papa Frita é barrigudo e esse não lhe chegava aos pedais". Antes de se relacionarem com ele, os barrigudos decidem começar o ascensão enquanto Jhuhanhu volta ao carro vassoura.

Partiram  com alma de diabo, como se os 15 km. de ascensão se fossem acabar de seguida ou talvez fossem por causa dos "pontos". No começo forma-se um grupo: Jhakshinhto, Carhvahlhu, Fheehrhu, Rhapohuzu e FhehRehyra, mais atrás ficam Pyrhassah, Hynhassyhu e ainda mais atrás ficam Hahleyxu e Pehedhru que começam a ascensão juntos e se auto-impoêm uma velocidade de 10 km./h. Hahleyxu quería ir um pouco mais devagar mas não quería ficar sózinho, pelo que Pehedhru aguenta o ritmo até chegar à altura de Pyrhassah para que Hahleyxu, se quisesse, subisse com ele. Se Pehedhru tivesse encontrado, desde o inicio, barrigudos que quizessem subir juntos, decerteza que não teria exitado, mas não ocurreu assim. Hynhassyhu parece que está à espera e como leva uma boa velocidade Pehedhru decide subir com ele à captura, do quase de certeza, barrigudo baqueado. Como ninguém dos da frente tinham querido subir de autocarro Pehedhru pensou auto-sofrer tentando subir em menos de uma hora até à bomba de gasolina de Competa. Muito antes de chegar a Sayalonga já se divisam as possíveis vítimas. Primeiro podia cair Rhapohuzu que era o que estava mais perto e lá mais para cima, ainda muito longe, avistava-se o Fheehrhu. Lá adiante Jhakshinhto decide subir  sozinho e aumenta o ritmo enquanto que os outros tres o fazem a uns 14 km./h. Carhvahlhu, como sempre, é o primero a abrir as hostilidades mas a coisa não lhe sai bem, já que tanto Shekharra como Fhehrehyra não perdem nem um metro.

A velocidade não baixa mais mas sobe em determinadas circunstancias, por exemplo, pouco antes de chegar o ataque de Thoohsey, Hynhassyhu aumenta um pouco o ritmo e Pehedhru descola uns metros. Mais atrás vê-se a pouca distancia, o Pyrhassah e Hahleyxu que vinham em animada chalaça. A verdade é que Pehedhru tentou varias vezes a diferença entre subir ao ritmo de PASSEIO ou subir apertando, conseguindo quase sempre o mesmo tempo mas com distintas "sensações". Pehedhru hesitou em mais de uma ocasião, mas já era tarde para subir com Pyrhassah e Hahleyxu e garante que da próxima vez o fará.

Daí a pouco alcançam, Hynhassyhu Pehedhru, o Rhapohuzu deu-lhe uma dor "de carretos" nos rins e desce  da burra para beber agua. Baixam bastante o ritmo para ver se o Rhapohuzu se lhes junta, mas este parece que não se decide, pelo que ambos prosseguem, voltando a aumentar o ritmo. No cruzamento de Arche, lança o ataque messié Shekharra surprendendo o Fhehrehyra. No final chegam lá acima por ordem Jhakshinhto, Shekharra, Fhehrehyra e Carhvahlhu. É justo dizer que enquanto Shekharra só ía fazer a subida, já que tinha que ficar por alí, os restantes amandavam-se para uma nada despreciavel quantidade de 80 km. Por pressing de sinais de cansaço, pelo que deviam conservar as forças, ou não?.

Mais lá para cima, Hynhassyhu e Pehedhru já podem ver, mas muito ao longe, o Fheehrhu que não baqueou até quase chegar à bomba de gasolina. A verdade é que tinha montado travessas novas na burra e isso dói!. Pela bomba de gasolina passam ambos com uma velocidade media desde Algarrobo de 14,44 km./h. Ainda ao chegar ao Alto del Shekharra e após um sprint para tentar dar caça ao Fheehrhu que fracassou, a media subiu a 15'00 km./h sendo a media, desde Rincón, de 17,5 para Pehedhru, de 17,1 para Hahleyxu e Pyrhassah e de 19 para S. Fheh Rehyra. Todos tiveram tempo suficiente para subir até ao cimo. Os que mais surpreenderam, agradecidamente ao Pehedhru foram Tecno e Pyrhassah.

Doparam-se no bar do Alto del Shekharra donde se pode ver dois pares de senhores que competiam, com o Luis de Algarrobo, para ver quem  tinha apanhado a maior. Maior não sei, mas a do Alto del Shekharra era de maior altura. Um deles era uma fotocopia do Shekharra verdadeiro, com a sua pera, as suas orelhas e a sua cabeça rapada que  tapava com um boné ... só lhe fazia falta um lenço como o pirata.

Às 10:45 em ponto, começam a descida e ao passar pela bomba de gasolina juntam-se Carhvahlhu e Fheehrhu. Pehedhru nota que leva uma perna ortopédica. Faz-se uma descida rápida mas agrupam-se na N-340. Parece que há vento a favor e alguns reclamam irmos juntos, pelo que se estabelece um limite que não seja superior a 30 km./h mas, após a passagem por Torre del Mar, Jhakshinhto, TecnoIndurain, Carhvahlhu e Rhapohuzu decidem-se a repartir o sofrimento. Mais atrás Pyrhassah incita os restantes  a dar caça aos da frente, Fhehrehyra diz que não pode, Hahleyxu não diz nada e Pehedhru vem fazendo a avaliação do danos sofridos e vendo o estado do pessoal, não se fiando no vento, aconselha a não passar de 28 km./h já que mais adiante haverá tempo para dar caça. Fheehrhu fica-se mais para trás, junto com o seu sobrinho, decidindo regressar mais nas calmas. Pehedhru observa como o grupo passa dos 28, ... e dos 30 e começa a passar dos 32 pelo que decide "dar uma mão" pondo-se na frente e marcar mais de 37 km./h. enquanto observa, por sua vez - Shekharras, se o grupito ía "à vontade" mas vê como se produz a primeira baixa sendo esta Fheh Rehyra. Talvez cansado ou talvez para reparar os danos causados, Pehedhru, abandona a cabeça do grupo e deixa-se cair até ao Fhehrehyra para o pôr na roda. Um momento antes tinha aparecido, Fhehrehyra "El asturiano",  no carro vassoura.

Como era de esperar, antes de chegar à Cabeço da Caca, aparece um ventinho de frente e este faz que Jhakshinhto e Tecno abalem e, por outro lado, Carhvahlhu e Rhapohuzu descolem sendo alcançados pelo Hahleyxu e Pyrhassah na descida da encosta. No desvío de Cajiz fica-se o Hynhassyhu para se arrecadar no seu carro. Entretanto, Fhehrehyra tinha recuperado alguma coisa e rendeu algumas vezes o Pehedhru, que lhe agradeceu muito, chegando a alcançar ritmos de 30, vento de frente, quase alcançando o grupo que o precedía nas imediações de Benajarafe, mas antes de chegar ao desvío para a autovía, Pehedhru como sempre, decide descançar as pernas já que agora acreditava que as duas se tinham transformado em ortopédicas, estava feita uma caquita barriguda e S.Fhehrehyra esperava-o. Agora faço a seguinte pergunta  aos ... barrigudos. Que teria acontecido se tivessem ficado o Rhapohuzu (que se apressou em caçar os da frente), Pyrhassah, Hahleyxu, Fhehrehyra e Pehedhru e tivessem realizado a volta como tinham combinado?. Respondo-vos também ... nesse caso não se trataria de barrigudos.

Pelo desvío do IP já iam todos "recuperando pernas" até chegar à zona de abocanhamento onde à chegada ouviram  e puderam ver como marcaram um golo ao Málaga. Nesse momento aparece sem a roupa da faena[1] e sem o veículo de tracção animal o J. Zheéhra. Não abandonaram a zona de abocanhamento até ter claro que o C.D. Málaga tinha quase o jogo ganho no primeiro tempo e portanto assegurado a subida à primeira divisão.

Por certo, temos um espia: o SIBTT (Servicio de Informação de Barrigudos Treinando à Traição) pode constatar que Jhakshinhto é um "Patas Pelás" sendo o primeiro do grupo; ainda asseguram, após fontes de informação, que sempre o foi! E eu com estes pelos!.

 



[1] À civil.

publicado por Ubicikrista às 16:43

mais sobre nós
encontrar qualquer artigo por palavra ex: pudalari
 
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
15

19
20
21
22
24

25
27
28
29
30
31


Arquivos
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


favorito
Contador (não o alberto) de visitas
blogs SAPO