01 de Outubro de 2009

Volta a Portugal: “Abandonaram por medo de darem positivo”

A poucos dias de ter saído meio morto daquele comboio de Valencia, começou a Volta a Portugal do ano passado. Mandaram-me para lá e tive que a ir correr, claro. Já é conhecido o desastre que tivemos nesta corrida, onde não terminou nenhum corredor da equipa. Na primeira debanda eu não tinha motivos para abandonar, porque não tinha problemas em passar nos controles despois do que me tinha acontecido recentemente em Valencia.

Não estava na altura a fazer nenhum tratamento quando quase todos os meus companheiros tiveram que abandonar. Só ficámos três. Creio que se fez um pacto entre alguns corredores, porque depois do que se passou no Tour, em que um deu positivo, não sei se alguns dos meus companheiros tinham medo. Por certo, sobre esse positivo eu não sabia de nada até chegar a Valencia, e mesmo ali todavia continuavam a ocultar-mo.

Então mandaram-me dois frascos de somatropina ao hotel pra eu continuar a correr, mas este tratamento não vinha da nossa doutora, mas de outro médico. Depois do que se tinha passado, todavia continuava com a dele, porque para este médico não era tão grave assim. Então fez-se uma reunião e todos decidiram retirar-se. Antes telefonámos ao médico responsável da equipa mas não se conseguia localizar em lado nenhum, então finalmente lá se localizou. Houve alguns que decidiram retirar-se por sua conta, não sei se por medo ou o quê. Eu, como não tinha nada que esconder, fiquei...

A somatropina recombinante é uma hormona de crescimento, que se utiliza aos pontapés e não se deteta nos controles. Temos liberdade para usá-la.

Também pode ser Humatrope ou Norditropin, que são hormonas iguais, mas esta vem da Dinamarca. Depois vem o Genotonorm e muitas outras mais. Também se estão a utilizar de vez em quando hormonas que vêm misturadas com insulina, como é o caso da IGF1, que a há tanto para animais, como para vinte mil coisas. Todas são hormonas de crescimento, há um monte delas porque cada laboratório tem as sus próprias marcas. O Genotonorm, por exemplo, está no cardápio ciclista e chama-se rotulador.

Eu recebi instruções para utilizar estas hormonas, concretamente o Genotonorm, uma vez que já só estávamos três corredores em prova. Esta é para se meter depois do jantar. No dia seguinte de manhã eu já não me sentia bem, durante o aquecimento. Tinha vómitos, diarreia e urticaria. Durante a noite não tinha sentido nada, mas começou a incomodar-me pela manhã. E a meio da etapa, num dia que também estava muito calor, tive que abandonar sem antes lançar fora na valeta.

Quando nós, os corredores, chegámos à meta fez-se uma reunião na qual se decidiu que a equipa voltava para Espanha. Passada a fronteira telefona-me o diretor e conta-me que tinha falado com o patrão e que este lhe dissera que eu não estava a fazer ponta de um corno. Isto significava que eu não estava a andar não obstante terem-me melhorado o contrato. Com certeza, já agora que saiam á baila os valores: cobrava seis milhões de pesetas e depois da Vuelta de 2002 aumentaram-me dois milhões mais.

Mas se eu sigo as indicações do médico, porque eu não me automedico como dizem, então eles devem estar muito baralhados... Para que me vou eu automedicar, para que vou eu gastar dinheiro do meu bolso? Estes produtos são muito caros. Uma caixa de Humatrope custa 60.000 pesetas; por uma de Norditropin pedem-te 50.000; um IGF, 90.000...

O diretor armou-me uma grande bronca, mas disse-lhe que se existisse algum problema que se podia resolver. Disse-me que me aprecia muito e eu respondo-lhe que se me apreciasse não falaria comigo assim. E também respondeu: “Não são faltas graves o que se está a passar?”. Que cada um julgue por si quem é o bom e quem é o mau.

Hormona de crescimento: “usa-se aos pontapés e não se deteta

Na gíria ciclística, as hormonas de crescimento chamam-se rotuladores e a EPO é denominada Pelas. A hormona aplica-se em dias alternados, dependendo das unidades e da quantidade. Não se pode usar todos os dias, porque isto não é como as bolotas. Isto incha e bloqueia. Ficas com muita força, mas não a desenvolves. Então tens que tomar as doses quando te começa a faltar a força. Deve-se aplicar num dia mas no outro não, mas muito poucachinho e só durante os períodos de competição ou em treinos duros. Também o utilizas antes das etapas de montanha ou de longa distância, mas também muito pouco. Isto fica no corpo, não desaparece de um dia para outro. Antes de começar uma volta qualquer importante faz-se um tratamento de vários dias, alternados de dez ou quinze doses. Há corredores que lhe caiem bem e a outros mal. Então quando acaba o tratamento, começa-se a suar... e a pingares em bom!, mas o efeito bloqueia-te, não podes ir com agilidade na bicicleta. Depois, quando te começam a faltar as forças na corrida, vais pondo durante a competição pequenas doses, umas 0,4 miligramas.

Também há rotuladores de 1,4 ml de Genotonorm; de 1,33 de Humatrope... o Norditropin vem num recipiente em tubo de vidro, em doses de 45 unidades e tens que a pôr numa seringa de insulina de duas ou três linhas. Varia também de pessoa para pessoa. Costumam utilizar-se todas as marcas, dependendo do mercado, porque não sei onde as compraram. Supõe-se que quem tem isto é o responsável dos médicos e aplicam-nas gratuitamente, só que a uns dão-lhes mais e a outros menos.

Isto são produtos hospitalares. Se fores a dez farmácias, por exemplo, seguramente que não te os vendiam em nenhuma. É preciso uma receita especial. Não sei se as conseguem no mercado negro, ou com receitas falsas, mas acho muito difícil, porque inspeção do serviço nacional de saúde, exige-as às farmácias. Não é o mesmo se uma farmácia vender aspirinas ou vender hormonas de crescimento. Isto não se consegue por aqui, estou a falar naturalmente de produtos importados.

Por exemplo, a IGF vem da Austrália. É uma coisa tão pequena que parece que estão a gozar contigo, porque são micropartículas. Não se pode agitar porque se estraga as ditas micropartículas. Ou se compra na Austrália ou procura-se no mercado negro.

publicado por Ubicikrista às 19:36

mais sobre nós
encontrar qualquer artigo por palavra ex: pudalari
 
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
15

19
20
21
22
24

25
27
28
29
30
31


Arquivos
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


favorito
Contador (não o alberto) de visitas
blogs SAPO