29 de Junho de 2013

FICÇÃO

A publicidade exposta no dorsal do moça ciclista não levantava

duvidas quanto à origem do seu único sponsor, "Obrigado pai".

by daniel trepa

Um grupo de ciclistasm para divulgar a sua cidade, precisou de mil euros anuais para equipamentos e poder assim funcionar no arranque dos seus primeiros anos de vida. Decidiu abrir as inscrições aos patrocinadores e apareceram 10 candidatos. Como entre eles havia patrocinadores fortes (entenda-se ricos) e menos fortes (pobres), teria que se aplicar o principio da equidade na recolha desses valores. Assim o grupo aceitou 590 euros do patrocinador mais forte, 180 do segundo, 120 do terceiro, 70 do quarto, 30 do quinto e 10 do sexto. Os 4 últimos por serem os mais fracos teriam a sua publicidade nos equipamentos do grupo sem nada pagarem.

No ano seguinte com o agudizar da crise o grupo decidiu baixar para oitocentos euros, fazendo um desconto de 200 euros aos patrocinadores.

Mas como aplicar na prática esse desconto a todos? Continuando a aplicar a equidade, decidiu dividir esses 200 euros pelos 6 principais  patrocinadores, o que daria 3,33 % a cada um. De imediato se verificou que o quinto e o sexto patrocinador ainda receberiam para ter direito à publicidade gratuita nas camisolas, ao contrário dos quatro mais pobres que nada receberiam.

Para sanar a discussão gerada acerca deste desconto, o grupo de ciclistas propôs o seguinte, inicialmente aceite por todos:

Os 5 patrocinadores mais pobres (em vez dos 4 anteriores) nada pagariam.

O sexto pagaria 20 euros em vez dos 30 iniciais, poupando 33,3 %.

O sétimo pagaria 50 euros em vez dos 70, poupando 28%.

O oitavo pagaria 90, em vez de 120, poupando 25%.

O nono pagaria 150, em vez de 180, poupando 16,6%.

O décimo que era o mais rico, pagaria 490, em vez de 590, poupando 16%.

Cada um dos seis ficaria melhor que anteriormente. Mas à saída da reunião alguns patrocinadores começaram a refilar.

- Não é justo, eu apenas poupei 10 euros, disse o sexto, enquanto tu (o décimo) poupaste 100, quer dizer 10 vezes mais que eu.

- Eu cá, disse o sétimo, só poupei 20 euros, enquanto tu (o tal décimo) poupaste 100. Não é justo que poupes 5 vezes mais que eu.

E à exceção do mais rico todos os 9 patrocinadores gritaram uníssonos de que nada beneficiaram com o desconto proposto pelo grupo. Foram mesmo buscar frases revolucionárias “deixámo-nos explorar pelo sistema, que explora sempre os mais pobres”, rodeando o mais rico, dando-lhe mesmo uns safanões e até uns biqueiros nas canelas por ele os estar a explorar.

Marcada nova reunião para o dia seguinte, mas já sem a presença do mais rico que decidira retirar o seu patrocínio para outro grupo que distava 5 km do centro da cidade, os 9 patrocinadores juntaram ao todo 310 euros, que não chegava nem a metade de que o grupo precisava para pagar os equipamentos entretanto encomendados.

Ei-los chegados ao tão badalado sistema na recolha dos impostos e da equidade fiscal* (que os governos aplicam nos contribuintes), onde os que pagam taxas mais elevadas fartam-se e vão dar o seu patrocínio a outros grupos, ou noutros países (qual grupo Amorim), onde a atmosfera seja mais amigável!

Retornando à realidade...                                                           *Baseado numa ideia de um professor de economia

publicado por Ubicikrista às 16:41

mais sobre nós
encontrar qualquer artigo por palavra ex: pudalari
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

30


Arquivos
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


favorito
Contador (não o alberto) de visitas
blogs SAPO