13 de Setembro de 2010

CARISMA

Não sabe marcar andamento.

Respira bicicleta pelos poros.

Faz 2h para ter 5x8m de subida.

Quando vai para desistir ganha.

Não conhece S.Brissos.

 

Eu tenho um melro                             [Refrão]                                          Eu tenho um melro
que é um achado.                   Melro, melrinho,                                          que é um prodígio.
De dia dorme,                        e se acaso alguém te agarrar,                      Não faz a barba,
à noite come                          diz que não andas sozinho                            não faz a cama,
e canta o fado.                      que és esperado no teu lar.                          descuida o ninho...

E, lá no prédio,                      Melro, melrinho,                                          Mas canta o fado
ouvem cantar...                     e se, por acaso                                            como ninguém.

e já desconfiam                     alguém te prender,                                       Até me gabo

que escondo alguém               não cantes mais o fadinho,                           que tenho um melro
para não mostrar.                  não me queiras ver sofrer.                           que ninguém tem.

Eu tenho um melro,                                                                                   Eu tenho um melro...
lá no meu quarto.                  E não voltes mais,                                        (-Que é um homem!)
Não anda à solta,                  que estas janelas não as abro                        Não é um homem...
porque, se ele voa,               nunca mais.                                                  (-E quem há-de ser?!)

cai sobre os catos.                                                                                    É das canoras aves
Cortei-lhe as asas                               (Final)                                             aquela que mais me quer.
para não voar.                       E não voltes mais,                                        (-Deve ser homem!)

E ele faz das penas                que a tua gaiola                                             Ah, pois que não!

lindos poemas                       serve a outros animais.                                 (Então mulher?)
para me embalar.                                                                                      Há de lá ser!?

É só um melro com quem

dá gosto adormecer.

Ao voar fazia piu piu como todos os outros, mas ao poisar ui, ui.

Era um passaro diferente.

Até que se veio a saber que tinha as pernas curtas

publicado por Ubicikrista às 00:24

mais sobre nós
encontrar qualquer artigo por palavra ex: pudalari
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15
16
17
18

22
23
24
25

26
27
28
30


Arquivos
2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


favorito
blogs SAPO