17 de Abril de 2011

Antes do sexo, cada um ajuda o outro a despir-se!

Depois do sexo, cada um veste-se sozinho!

Moral: Na vida, ninguém te ajuda depois de estares folixado.

Ao Manuel, culpado de mais um treinador no desemprego

1 - Factos confirmados

O relógio da igreja de Sto Antão marca as 13.45 horas, da última sexta-feira, dia 15 de Abril, quando pára um carro em frente à rua do Raimundo, na zona dos táxis no centro da cidade.

De repente, as portas abrem-se e saltam de lá três homens bastante novos, altos e corpulentos. Sorriem entre si enquanto se dirigem para a parte traseira da viatura, com um ar suspeito de pertencerem ás máfias russas. Pelo sorriso parecem ter abandonado  recentemente a companhia de alguma garrafa de vodka. Um deles utiliza a chave para abrir a bagageira. Surge então, lá de dentro, a cabeça de um homem encolhido, com os cotovelos  em volta das orelhas, descalço, e fatinho à funcionário da Prossegur, mas com divisas na camisa branca. É puxado pelos ombros pelos dois homens enquanto o terceiro lhe agarra nos pés e o arrastam na horizontal para fora do carro, atravessando com ele toda a esplanada da praça central, como que procurando um lugar vago numa das mesas.

Puro engano, prosseguem com ele ao colo no sentido do chafariz e mergulham-no lá dentro, mesmo por debaixo de uma das oito fontes, que simbolizam o numero de ruas que desembocam na praça do Giraldo. Um deles saca imediatamente de um telemóvel em modo de foto e aponta-o na sua direção enquanto os outros dois se colocam ao lado do homem todo encharcado. De outro carro chegam entretanto dois comandantes para a fotografia da praxe. E era mesmo praxe, a de mais um piloto que após sobrevoar 400 milhas sobre o Alqueva, obtivera o seu brevê na escola de pilotos da cidade. Esta praxe, já habitual, pode ser verificável por qualquer transeunte de ocasião.

2 - Factos por apurar

Mas as coisas não tinham corrido bem até aqui. Na derradeira saída que completaria o número de horas em voo, necessário à obtenção do seu brevê, os dois comandantes fizeram birra. Tudo porque os pilotos que pretendiam obter o seu brevê se haviam dirigido para o interior do avião sem esperarem pelos ditos comandantes, que alegam se atrasaram devido a urgente satisfação liquida de necessidades fisiológicas.

Os dois comandantes que também precisavam desse número de horas de voo, para também eles obterem o seu brevê, embora a um nível muito mais avançado, pegaram noutro avião, obrigando os futuros pilotos a organizarem-se entre si para completarem os seus brevês.

Não se quiseram assim misturar com os outros pilotos, primeiro com as desculpas de que o avião em que estes se deslocavam era demasiado rápido para eles. Depois obtendo eles o seu brevê especial, impondo ao seu avião um andamento muito mais rápido e com paragens menos demoradas que os restantes pilotos, de forma, alegam, a capacitarem-se dos hábitos com os novos aviões muito mais exigentes que os aguardam futuramente.

E muito menos, como se viu, aderiram à ideia da sua própria praxe na fonte, pretendendo algo mais requintado e privado, com direito a meninas e vinho da região, tinto, presume-se.

Culminou assim mais uma jornada da bênção de pastas, que segundo grande parte os novos pilotos, com comandantes destes a organizarem brevês assim, para eles já estão benzidos.

publicado por Ubicikrista às 16:47

mais sobre nós
encontrar qualquer artigo por palavra ex: pudalari
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Arquivos
2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


favorito
blogs SAPO